Auroras Boreais: O que são, e quando e onde contemplar a sua beleza

Uma experiência mágica e inesquecível

0 comentários

O fogo da raposa, as almas dos defuntos a subir ao céu ou lutas entre deuses vikings nas noites do Ártico, são algumas das interpretações místicas que tentam explicar o fenómeno das auroras boreais. Mas conhece a explicação científica? Gostaria de presenciar este espetáculo luminoso na primeira pessoa? Neste artigo, mostrar-lhe-emos como e quando se formam as auroras boreais, bem como os lugares mais incríveis do planeta para contemplar a sua beleza. Desfrute desta maravilha da natureza!

O QUE SÃO AS AURORAS BOREAIS

O vento solar que chega à Terra, proveniente do Sol, alberga uma série de partículas que, ao entrarem em contacto com o campo magnético terrestre, viajam até aos polos do planeta. Nas regiões polares, as partículas do vento solar reagem com os átomos e partículas da atmosfera, emitindo energia sob a forma de luz, ou seja, as luzes que contemplamos no céu. No hemisfério norte, estas luzes denominam-se Auroras Boreais, e no sul, Auroras Austrais. Em 1619, o astrónomo Galileu Galilei atribuiu a este fenómeno natural o nome de Aurora Borealis. Aurora pela deusa romana do amanhecer, e Borealis por Bóreas, o deus grego do vento do norte.

Amigos admirando uma aurora boreal

QUANDO VER AS AURORAS BOREAIS

Regra geral, a melhor época do ano para contemplar auroras boreais prolonga-se de outubro a março, salvo em lugares como a Gronelândia, onde se podem avistar desde agosto. Ainda que não se possa predizer a 100%, a maior atividade solar tende a registar-se entre as 8 da tarde e as 2 da manhã. Existe uma medida da intensidade das partículas solares, conhecida como índice KP (0-9). Quando se verifica um índice KP mais elevado, as auroras boreais são visíveis desde pontos mais distantes dos polos.

Aurora boreal desde uma tenda de campismo

OS MELHORES LUGARES PARA VER AS AURORAS BOREAIS

Para nos aproximarmos dos lugares onde se concentra, anualmente, um maior número de auroras boreais, o nosso destino deverá ser a faixa de paragens que coincidem, mais ou menos, com os círculos polares. Para finalizar, mostramos-lhe alguns dos mais incríveis lugares do mundo desde onde poderá contemplar auroras boreais:

Noruega: Trata-se de um dos lugares mais conhecidos do mundo para ver as auroras boreais. A cidade de Tromsø e seus arredores, a escuridão das ilhas Svalbard, a paz dos povoados da província de Finnmark ou o extremo norte da Europa, no Cabo Norte, são alguns dos lugares a ter em conta.

Casal em Svalbard

Finlândia: O Observatório Nacional de Auroras Boreais da Finlândia situa-se em Sodankylä e também os parques naturais de Luosto e Oulanka são sítios recomendados. O lago Inaria e a localidade de Nellim poderão ser igualmente uma boa combinação de destinos para a sua viagem.

Islândia: Um dos lugares mais fascinantes do mundo para contemplar auroras boreais é a lagoa glaciar de Jökulsárlón, no sudeste do país. As praias de areias negras situadas nas proximidades de Vík são outro dos seus pontos de interesse.

Casal em Islândia

– Alasca: A cidade de Fairbanks, ao norte do Alasca, é considerado o melhor lugar do estado para ver as auroras boreais. Se a história do cão de trenó Balto o apaixona, a localidade de Nome será o lugar para ver as luzes do norte no Alasca.

– Canadá: Os melhores lugares para contemplar auroras boreais no Canadá encontram-se no Yukon e nos Territórios do Noroeste. Os seus pontos principais são Whitehorse e Yellowknife, bem como a cidade de Churchill, a norte de Manitoba, e Iqaluit, na remota e ártica Nunavut.

Aurora boreal em Yellowknife

Escreva seu comentário

0 Comentários

O que você acha?