Conselhos para desfrutar de uma viagem Slow neste verão

São viagens de lazer, sem pressa e sem estresse

0 comentários

Vivemos em uma sociedade que nos obriga a nos adaptarmos a uma velocidade vertiginosa ao ritmo que grandes compromissos nos marcam, deixando de lado nossos sonhos e ritmos de vida. Essa velocidade costuma pesar sobre nós, com problemas de saúde, estresse, sem pensar em nós mesmos e nos outros … Com o confinamento fomos forçados a reduzir essa taxa a quase zero, e muitos de nós se perguntam se a forma como vivíamos era o correto ou o que desejávamos para nós no futuro.

Provavelmente já ouviu falar antes sobre a moda de viver devagar. O movimento slow (lento) é um modo de vida que promove a desaceleração do nosso ritmo de vida ao assumir mais controle do nosso tempo, priorizando o desenvolvimento pessoal e reduzindo o uso da tecnologia. A princípio nasceu como uma luta contra as grandes cadeias de Fastfood, mas com o passar dos anos esse movimento se popularizou em outras áreas como alimentação (slow food), viagens (slow travel), moda (slow fashion), cidades ( cittaslow) ou a vida em geral (slow live).

Com estes meses em que ficamos presos e com as restrições que estamos encontrando ao viajar neste verão, o slow travel se apresenta como uma alternativa muito procurada.

Quais são as características da slow travel? 

  • A principal característica deste tipo de viagem é VIAJAR COM CALMA, desfrutando de cada uma das experiências de viagem, sem pressa e sem stress.
  • Esses tipos de experiências geralmente fogem das grandes cidades tipicamente de férias e procuram pequenas cidades, vilas, longe das multidões.
  • Viajamos para nos conectar com o meio ambiente, com os habitantes dos lugares que visitamos e com a cultura.
  • São viagens de prazer. Esquecemos a necessidade de ver tudo o que normalmente pode ser visitado no local. Nós nos concentramos em um destino e o desfrutamos. Não fazemos uma maratona de visitas e fotos, mas deixamo-nos levar pelo momento e pela riqueza daquele lugar específico.
  • Esqueça os programas! É essencial deixar-se fluir sem horários ou planejamento. Sabemos que muitos de adoram viajar com planejamento detalhado de tudo o que vão fazer … mas isso é totalmente proibido se quiserem viajar slow.
  • Menos é mais. Esqueça a mala de 30kg e acostume-se a viajar com o essencial. Viagens lentas permitem que se mova sem peso extra.
  • Esqueça o relógio e a correria e desfrute das coisas e experiências que te fazem feliz durante a viagem. Se quiser passar o dia inteiro na praia … faça. Se quiser estender o pós-jantar com os moradores da cidade … faça. Porque esses são os momentos que ficarão consigo para sempre. O tempo é seu!
  • Não somos turistas, somos viajantes. Por isso vamos aproveitar cada momento, integrar-nos no lugar, na cultura e na gastronomia da região, perdermo-nos nas ruas e esquecer as redes sociais …

 

Se o que leu o identifica ou o deixou com vontade de vivenciar este ano viajando de forma mais consciente e sustentável, recomendamos que faça uma busca por cidades slow e se surpreenda com esses destinos maravilhosos e pouco conhecidos. Não precisas de ir muito longe, apenas pare para descobrir aqueles cantinhos que tem perto de si e que talvez nunca tenha parado para contemplar … Não vai se arrepender!

Escreva seu comentário

0 Comentários

O que você acha?