Guia para visitar as 11 cidades da Rússia que acolhem o Mundial de Futebol 2018

0 comentários
Guia para visitar as 11 cidades da Rússia que acolhem o Mundial de Futebol 2018
Rate this post

Preparado para o Mundial de Futebol na Rússia 2018? Junho e julho vão ser os meses ideais para visitar as diferentes cidades que albergarão os melhores encontros de futebol do ano, o ambiente será incrível e as cidades brilharão como nunca. O Mundial terá início no dia 14 de Junho.

As pessoas pensam na Rússia como un país pouco acolhedor, com neve todo o ano e que nem existe verão. Existem muitos mitos, lendas e tópicos sobre a Rússia e os estrangeiros costumam cair nesta armadilha. Na realidade, na maioria das regiões da Rússia, o verão é uma estação quente e agradável. O país é tão grande que conta práticamente com todas as zonas climáticas.

Durante os seus mais de 1000 anos de existência, a Rússia deixou uma pegada importante na história, na cultura e na ciência a nível mundial com nomes tão famosos como Dostoievski e Tolstoi (literatura), Mendeleev (ciência), Tchaikovsky (música), Yashin (desporto) ou Gagarin (espaço).

Perante este cenário e com um mundial pela frente, desde Logitravel pusemos mãos à obra para trazer-te um guia com as 11 cidades da Rússia em que se realizará o Mundial de Futebol 2018 neste verão. Uma rota pela geografia russa com mundial incluído não costuma acontecer todos os dias, por isso, não percas a oportunidade!

 

MOSCOVO

Situada no centro da parte europeia da Rusia, nas margens do rio Moscova, Moscovo é a capital e a maior cidade do país. É o centro da vida política e económica, uma cidade metropolitana ao estilo Nova Iorque, Paris ou Berlim. A maioria da população são russos ainda que poderás notar que é uma cidade multicultural e cosmopolita. Apresenta um clima continental moderado e no verão encontrarás temperaturas média de 25ºC.

O que visitar: um turista em Moscovo tem pargem obrigatória na Praça Vermelha e no Kremlin, onde está situada a Catedral de São Basílio, a torre do Salvador, GUM (o centro comercial mais importante do país) e o Mausoléu de Lenin, entre outros esplêndidos monumentos. Entra na Praça do Teatro onde encontrarás o Teatro Bolshói e as suas figuras de cavalos esculpidas por Clodt, o famoso escultor. Atravessando o rio Moscova encontrarás a Catedral de Cristo o Salvador. Algumas ruas de visita obrigatória são a rua Tverskaya, a antiga rua Pyatnitskaya, a rua Ostozhenka e a rua Arbat. A magia está servida.

Plaza Roja

Praça Vermelha

 

SÃO PETERSBURGO

A segunda maior cidade da Rússia também a mais europeia e centro cultural do país. Uma região de grande importância científica, cultural e económica. Apresenta um clima moderado e húmido, devido à sua localização, com uma temperatura média de 20ºC nos meses de junho e julho. Toda a parte histórica foi declarada Património da Humanidade pela Unesco e 10% do território da cidade está coberto por água.

O que visitar: o seu principal tesouro é o Museu de Hermitage tanto pela sua arquitetura como pela sua coleção brilhante. Através da avenida Nevski, a rua principal da cidade, poderemos continuar a percorrer a parte histórica da cidade com a sua amplia diversidade de monumentos: o Almirantazgo, a catedral de Nossa Senhora de Kazan, o Teatro Alexandrinsky, ou o mosteiro de Alejandro Nevski são alguns exemplos. Além disso, na avenida Nevski encontrarás todas as lojas e restaurantes que necessites. Não podemos esquecer de prestar atenção às magníficas puentes e às ilhas Vasílievski e Petrogradsky. Explora esta magnífica cidade e ficarás maravilhado…

Museo Hermitage

Museu Hermitage

 

KAZAN

O este e o oeste do país convivem nesta grande cidade sendo o encontro entre o cristianismo e o islamismo, a arquitetura antiga e a moderna. Kazan situa-se a 820 kilómetros a este de Moscovo e nela vivem ciudadãos de mais de 115 nacionalidades. Na capital do Tartaristão, os rusos e os tártaros representam a maioria da população. Apresenta um clima continental moderado com temperaturas médias, em junho e julho, que rondam os 25ºC.

O que visitar: os lugares mais interessantes de Kazan encontram-se na parte histórica da cidade. O Kremlin de Kazan é um conjunto de monumentos históricos e peças arquitetónicas, declarado Património Mundial pela UNESCO que deves visitar durante a tua estadio na cidade. À entrada encontrarás um monumento: Musa Jalil, um herói nacional e poeta do Tartaristão. A entrada é gratuita. Outros lugares de interesse do Kremlin são a mesquita Kul Sharif, a catedral da Anunciação e a torre Syuyumbike. A rua mais turística da parte antiga é a Avenida Bauman onde encontrarás de tudo. Também não podes perder a Catedral da Epifania e o seu miradouro.

Kul Sharif

Kul Sharif

 

SOCHI

Sochi, conhecida como a capital do verão devido às suas infraestruturas de praia ao longo da costa do mar Negro. Pelo contrário, também é a capital do ski de montanha devido às cordilheiras que rodeiam a cidade. A revista Forbes declarou Sochi, dada a sua riqueza cultural e económica, como a melhor cidade do país para investir. Pode parecer estranho mas não existe inverno em Sochi uma vez que se encontra numa zona húmida subtropical. A temperatura média no verão é de 26,5ºC e a água do mar chega a 24,5ºC.

O que visitar: a natureza e os lugares históricos abundam en Sochi, apresentando aos seus visitantes uma oferta de atividades muito variada. Uma das melhores vistas da costa do mar Negro podes encontrá-la na cordilheira de Ajún à qual poderás aceder através dos bosques de tejo e das florestas de boj. O percurso até à torre levar-te-á por 30 cavernas e uma impressionante cascata. A oferta turística de Sochi é incrível ao ser um dos lugares mais visitados no verão. Se vais fazer ski, a estância de Krasnaya Polyana é a ideal para ti. Outro lugares de interesse para a tua visita são a marginal, o Dendrarium de Sochi (jardim botânico) e o seu magnífico parque de atrações.

Dendrarium de Sochi

Dendrarium de Sochi

 

ROSTOV Do DON

Rostov do Don é a capital do Distrito Federal do Sul da Rússia e encontra-se na margem direita do rio Don. Conhecida pelas suas tradições que dizem respeito à natureza com dezenas de projetos de parques naturais e uma grande festa anual na qual os seus habitantes plantam centenas de árvores.

O que visitar: Não podes perder a rua Bolshaya Sadovaya e uma das suas famosas zonas conhecida como a Broadway de Rostov entre os seus habitantes. A catedral da Natividade da Santíssima Virgem Maria e o Museu de Locomotoras são dois dos seus principais atrativos turísticos. Para o mundial foi construído o “Rostov Arena” com uma capacidade de mais de 45 mil pessoas.

Catedral de la Natividad de la Santísima Virgen María

Catedral da Natividade da Santíssima Virgem Maria

 

VOLGOGRADO

A princípio chamava-se Tsaritsin, continuando como Stalingrado na época soviética e chegando à sua atual denominação desde 1961, Volgogrado, com um status de Cidade Heróica. Esta cidade, extendida por 90 kilómetros pelas margens do rio Volga, foi o ponto de viragem da Segunda Guerra Mundial numa das batalhas mais sangrentas da história.

O que visitar: visita o Kurgan Mamayev para subir ao lendário monumento denominado Mãe Pátria, uma escultura de uma mulher com uma espada, com 85 metros de altura. Na rua Sovietskaya encontrarás o Museu-Panorâmico da Batalha de Stalingrado, uma visita impactante. A Praça dos Soldados Caídos, com a sua chama eterna, e o planetário de Volgogrado vão preencher bem a tua agenda.

Kurgan Mamayev

Kurgan Mamayev

 

KALININGRADO

Trata-se da cidade mais ocidental da Rússia, também conhecida como “a entrada ocidental do país”. Com a queda da URSS esta região ficou isolado do país, fora do seu território e por terra sé é acessível através da Polónia e da Lituânia. A sua história é de grande interesse, partindo de ser a antiga cidade da Prússia Oriental Königsberg e com as alterações marcadas na sua arquitetura. Além disso, é a cidade russa com maior queda de precipitação e chove em torno de uns 200 dias por ano.

O que visitar: a catedral de Kaliningrado é o seu símbolo principal e no seu pátio está enterrado o filósofo alemão e súbdito russo Immanuel Kant. Dentro encontrarás museus de grande interesse. Visita o seu centro etnográfico “Povo Pesqueiro” e a embarcação que está ao lado de onde saem excursões pelo rio Pregolia. Esta região costuma ser mencionada com a Região do Âmbar e conta com o único museu da Rússia sobre esta jóia do Báltico.

Catedral de Kaliningrado

Catedral de Kaliningrado

 

SAMARA

Esta cidade foi fundada no século XVI como fortaleza de vigilância no rio Volga e agora conta com mais de 1 milhão de habitantes. Em Samara construiram-se os diferentes componentes do foguetão que levou Yuri Gagarin até ao espaço. Foi também a residência de alguns escritores famosos como Alexey Tolstoy e Maksim Gorki.

O que visitar: cidade para os amantes da astronomia com o seu museu Samara Kosmicheskaya onde poderás provar a comida espacial que se vende como recordação. Conta com diferentes museus de arte e o Museu do Futebol. Samara foi a segunda capital da URSS e por isso apresenta-se como um Museu da Época Soviética com lugares como a Casa-Museu de Lenin ou o bunker de Stalin.

Bunker de Stalin

Bunker de Stalin

 

EKATERIMBURGO

Esta cidade situa-se na fronteira geográfica entre a Europa e a Ásia. Ekaterimburgo é uma cidade metalúrgica e a sua fama precede-a com exemplos como a estrutura de cobre da Estátua da Liberdade ou o aço para a construção da Torre Eiffel. Em 2002 Ekaterimburgo foi incluída na lista das 12 melhores cidades do mundo para morar pela UNESCO.

O que visitar: dois dos seus atrativos turísticos são a mansão de Sevastyanov e a propriedade de Zheleznov, empresários do século XIX. A igreja da cidade é seguramente um dos lugares mais visitados pelos turistas. Curiosamente, a arquitetura dos séculos passados convive em armonia com os edifícios mais modernos.

Mansión de Sevastyanov

Mansão de Sevastyanov

 

NIZHNI NÓVGOROD

A confluência dos rios Volga e Oka viu fundars-e uma das cidades mais antigas da Rússia em 1221. Até 1990, Nizhni Nóvgorod estava fechada à entrada de estrangeiros dadas as fábricas militares que alojava. A sua riqueza cultural e histórica leva-a a estar na lista das 100 cidades do mundo que representam o valor histórico e cultural da humanidade pela UNESCO. Também é conhecida comoa “Hollywood Russa” pelos mais de 150 filmes gravados aí.

O que visitar: diferentes épocas e culturas unidas no mesmo local histórico. A fortaleza de Kremlin Nizhegorodski é o monumento mais representativo da cidade e pode passear pelos seus muros e torres que nunca foram tomados. Na rua Ilynskaya poderás retroceder um século e meio no tempo. E não te esqueças de visitar a Catedral de Alexander Nevski com uma aparência única.

Fortaleza del Kremlin Nizhegorodski

Fortaleza de Kremlin Nizhegorodski

 

SARANSK

Saransk é a capital da república da Mordovia e um dos centros de revoluções durante o século XVII. Os costumes pagãos mantêm-se nesta região refletindo-se na cultura, gastronomia e festas tradicionais. O famoso ator Gerard Depardieu viveu algum tempo em Saransk, abriu um cinema e o centro cultural tem o seu nome.

O que visitar: ao ser uma cidade de tamanho médio poderás percorrer Saransk a pé sem problemas. A Catedral de São Fedor Ushakov é o símbolo da cidade e as vistas do seu miradouro são excelentes. A Igreja da Assunção da Virgem é outro dos locais a destacar junto ao Parque Cultural Pushkin, onde encontrarás a roda da fortuna, uma bonita lagoa e um lugar com esculturas dos famosos contos de Pushkin. Nos extremos das pontes encontrarás bolas de cristal com as quais poderás recebir conselhos sobre situações vitais.

La Catedral de San Fedor Ushakov

Catedral de São Fedor Ushakov

Escreva seu comentário
Tags: , , ...

0 Comentários

O que você acha?