Os melhores lugares para viver um Halloween autêntico

Uma tradição ancestral cujas raízes provêm do povo celta

0 comentários

Trick or treat? Halloween, noite das bruxas, noite dos defuntos… É celebrada a cada dia 31 de outubro, em muitos lugares do nosso planeta, uma tradição ancestral cujas raízes provêm do povo celta, já que era neste dia que celebravam o final do verão. Com o passar do tempo, esta celebração foi adquirindo contornos religiosos, dado que também os cristãos prestavam culto aos seus mortos no denominado “Dia de Todos os Santos” e no seguinte, o “Dia dos Fiéis Defuntos”. Faziam-no pondo à janela uma vela por cada defunto da família, para que as suas almas permanecessem em paz.

A mistura destas duas tradições evoluiu para aquilo que hoje em dia conhecemos como “Halloween”, em que milhares de pessoas de disfarçam de personagens conotados com a morte e os mais pequenos recolhem doces de casa em casa. Naturalmente, os filmes e a publicidade contribuíram grandemente para que a ideia de Halloween com disfarces e guloseimas se estendesse rapidamente por muitos países, que hoje já celebram esta festa como se de uma tradição própria se tratasse. Se é fã desta festa, hoje trazemos-lhe algumas ideias para tornar a sua edição deste ano a melhor de sempre.

Londonderry (Irlanda): Foram os celtas que deram início a esta tradição, que continuam a celebrar desde tempos remotos nesta localidade irlandesa. É aqui que se celebra a maior festa de Halloween de toda a irlanda e uma das maiores da Europa. Com atividades para todos os gostos durante uma semana, poderá assistir a maratonas de filmes de terror, rotas turísticas com sustos inesperados, gastronomia com pratos de meter medo e todas as festas noturnas que conseguir aguentar. Não pode perder a magnífica decoração das casas e os pequenos mercados de bugigangas em zonas públicas.

Londonderry

Londonderry

Salem (Estados Unidos): Salem é mundialmente conhecida pelos julgamentos por bruxaria levados a cabo em 1692, nos quais 19 pessoas foram condenadas. Nesta cidade, terá atividades durante todo um mês, como parte do festival “Salem Haunted Happenings”, com tours turísticos pelas suas ruas, decoradas com milhares de motivos associados ao terror, bem como visitas a casas assombradas. Em jeito de curiosidade: todos os anos se reúnem “grupos de bruxas modernas” que partilham as suas crenças e  experiências como todos os que as quiserem escutar.

México: São famosas as festas e celebrações relacionadas com o Dia dos Mortos que são levadas a cabo por todo o país. Ao contrário do que sucede noutras culturas, aqui, o dia dos mortos é celebrado com uma visita ao cemitério, levando comida, flores e decorações para comemorar e recordar os bons momentos passados com os agora defuntos. É realmente surpreendente a vitalidade e alegria que nesta altura se respiram nos cemitérios. Durante dias, os mexicanos engalanam as suas casas e ruas com vistosas decorações, e criam altares com velas e caveiras para honrar os seus mortos. As crianças trazem consigo pequenas cestas em forma de caveira e pedem dinheiro com a frase “un quinto para mi calavera” (cinco cêntimos para a minha caveira). Gosto muito!

México

México

Sleepy Hollow (EUA): Foi a lenda do “cavaleiro sem cabeça”, levada múltiplas vezes ao cinema, que popularizou esta localidade. Diz-se que em Tarrytown, um pequeno vale da cidade, aparece durante a noite, montado a cavalo, o espírito de um soldado decapitado por um tiro de canhão. Todas as noites desce ao povo à procura da sua cabeça, acabando, com qualquer um que se meta no seu caminho. Por este motivo, em cada Halloween, os habitantes da localidade se dirigem ao cemitério, onde deixam milhares de abóboras decoradas, com velas acesas, para que esse espírito possa ficar finalmente livre e em paz.

Galiza (Espanha): Também no nosso país vizinho existem celebrações próprias deste dia, como por exemplo a festa do Samain. Tem-se assistido em muitas localidades galegas à recuperação desta tradição celta, na qual as famílias honram os seus antepassados com comida e as pessoas decoram as suas casas com figuras grotescas, usando máscaras e disfarces assustadores para repelir os espíritos malignos.

Galiza

Galiza

Escreva seu comentário

0 Comentários

O que você acha?