As melhores cidades do mundo para viver

0 comentários

🌍 Ainda que cada um de nós tenha uma lista de “imprescindíveis” diferente das dos demais, todos temos uma ideia preestabelecida daquilo que deveria existir numa cidade ideal, de modo a querermos mudar-nos para ela. Talvez a sua cidade ideal tenha de possuir uma vasta oferta de propostas de lazer. Ou talvez deva estar rodeada de natureza. Talvez aquilo com que sonha seja um lugar com grande qualidade de vida, incluindo saúde, habitação acessível e boas oportunidades de emprego. E se tiver vista para o mar?  Se está a pensar em mudar de local de residência, seja temporária ou definitivamente, pode ser que o nosso artigo de hoje lhe interesse, dado que lhe conta quais as cidades do mundo que oferecem as melhores condições de vida.

Viena (Áustria):

Viena deve ter algo especial para se manter durante anos a fio no topo dos rankings das melhores cidades do mundo para viver. Uma das características mais destacadas de Viena é a sua qualidade de vida. A habitação é acessível e coerente com os salários dos seus habitantes, que não precisam de gastar todos os meses metade daquilo que ganham para terem onde viver. A capital austríaca implementou leis para regular o mercado do arrendamento e investiu em habitação social. Ao contrário de outras cidades europeias, Viena tornou possível viver perto do centro, em casas de qualidade. Outra característica merecedora de destaque é a sua infraestrutura de transportes, com metro e uma grande variedade de linhas de autocarro. Trata-se, inclusive, de uma cidade pensada para facilitar a vida daqueles que andam a pé. O acesso à cultura e às artes, parques públicos e os serviços em geral são fatores nos quais Viena se destaca pela facilidade com que os oferece a todos. 

Cidade de Viena.

Melbourne (Austrália):

Outra presença recorrente em todas as listas de melhores cidades para viver… Por algum motivo será, não? Pois bem, amigos, desde há anos que Melbourne tem vindo a justificar ser conhecida como “a cidade mais cultural do mundo”, com grande quantidade de atividades, eventos e festivais de todos os tipos. A arte de rua é presença permanente e não faltam bonitos recantos onde nos depararmos sempre com algum concerto ou outra surpresa. Adicionalmente, é uma cidade onde muitos turistas acabam por se fixar como residentes porque é relativamente fácil encontrar emprego e os ordenados são bons. Ainda por cima, a estética da cidade conseguiu misturar na perfeição a tradição dos edifícios vitorianos com construções de arquitetura moderna. No que concerne ao quotidiano, o conforto abunda, dado o seu bom sistema de transportes e uma infinidade de espaços verdes.

Pôr do sol em Melbourne.

Vancouver (Canadá):

No continente americano, Vancouver tem vindo a ocupar frequentemente o topo das listas de melhores cidades para viver. A qualidade de vida dos seus habitantes não deixa lugar a dúvidas, sendo o elemento mais valorizado o ambiente natural onde a cidade se situa, rodeada de lagos e montanhas. Também merece grande destaque o facto de esta ser uma cidade relativamente recente, que se foi formando com a chegada de imigrantes que trouxeram consigo as suas diferentes culturas e tradições. Isto fez de Vancouver um espaço multicultural muito atrativo para novos habitantes. Adicionalmente, o governo tem promovido a consciência social e ecológica dos seus cidadãos, de tal forma que falamos daquela que pretende converter-se na cidade “mais verde do mundo”.

Crepúsculo em Vancouver.

Escreva seu comentário

0 Comentários

O que você acha?